• Unidade Automação Industrial (17) 3531.1080
  • Unidade Laboratório de Metrologia (17) 3531-1089
Notícias

Qualcomm faz parceria com Siemens para testar primeira rede 5G industrial

Imagem retirada de https://www.tudocelular.com/mercado/noticias/n149570/qualcomm-siemens-testam-rede-5g-privada.html Imagem retirada de https://www.tudocelular.com/mercado/noticias/n149570/qualcomm-siemens-testam-rede-5g-privada.html

A Qualcomm e a Siemens se uniram para implementar a primeira rede 5G autônoma privada (SA) em um ambiente real. De acordo com as empresas, a banda usada nos testes vai de 3,7 a 3,8 GHz, sendo que a Siemens forneceu os dispositivos finais que puderam aproveitar a nova conexão, como veículos guiados automatizados (AGV).

Já a Qualcomm ficou responsável por fornecer a rede 5G e o equipamento de teste relevante. A novidade foi instalada no Showroom Automotivo e no Centro de Testes da Siemens em Nuremberg, na Alemanha. Isso porque o país reservou um limite de banda nas faixas de 3,7 a 3,8 GHz para uso industrial do 5G.

De acordo com a Siemens, a demonstração da tecnologia permite que seus clientes e fabricantes de veículos guiados automaticamente vejam os produtos interagindo ao vivo. Além disso, a empresa também forneceu sistemas de controle Simatic e dispositivos IO.

Eckard Eberle, CEO do setor de automação da Siemens, comentou as vantagens do 5G industrial:

O 5G Industrial é a porta de entrada para uma rede sem fio abrangente para produção, manutenção e logística. Altas taxas de dados, transmissão ultra-confiável e latências extremamente baixas permitirão aumentos significativos em eficiência e flexibilidade no valor agregado industrial.

Já Enrico Salvatori, vice-presidente sênior e presidente da Qualcomm Europe/MEA, completou:

Este projeto proporcionará aprendizados inestimáveis no mundo real que ambas as empresas podem aplicar em implantações futuras e estabelece um marco importante à medida que o 5G entra na automação industrial

De acordo com muitas empresas, o uso do 5G na indústria tem tudo para aprimorar e revolucionar a produtividade. Por isso, países como a Alemanha já liberam o uso das bandas de 3,7 GHz e 3,8 GHz em uma rede 5G privada, algo que deve atender a demanda industrial do país.

fonte: Tudo celular

Saiba mais sobre Nossas Soluções