• Unidade Automação Industrial (17) 3531.1080
Notícias

Produção agrícola deve bater recorde neste ano, aponta IBGE

de envatoelements de envatoelements

De acordo com a projeção, a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas deve chegar a 271 milhões de toneladas neste ano

Oagronegócio continua com força na economia brasileira em 2022. A produção de cereais, leguminosas e oleaginosas estimada para este ano deve totalizar o recorde de 271,9 milhões de toneladas, 7,4% acima da obtida em 2021. A projeção faz parte do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), divulgado na quinta-feira (10/02) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Além da produção, houve aumento também na área a ser colhida. De acordo com o levantamento, são 71,2 milhões de hectares. O total corresponde a 2,6 milhões de hectares a mais do que a área de 2021.

Os principais produtos a serem colhidos são arroz, milho e soja. Somadas, essas culturas representam 93% da estimativa da produção e respondem por 87% da área a ser colhida. “Para o milho, o IBGE está estimando uma safra de 109,9 milhões de toneladas, aumento de 0,9% em relação ao que nós estimamos no mês anterior e aumento de 25,2% em relação ao que nós produzimos em 2021. Essa produção de milho em 2022 é também um novo recorde da série histórica do IBGE”, explica o gerente da pesquisa, Carlos Barradas.

Já a produção de soja deve chegar a 131 milhões de toneladas, redução de 2,3% na comparação com a produção do ano anterior. Apesar disso, o produto segue como principal matéria prima do país e deve responder por 48,5% do total de cereais, leguminosas e oleaginosas produzidos aqui.

Entre os estados, Mato Grosso lidera como o maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 28,5%, seguido pelo Rio Grande do Sul (14,1%), Paraná (13,1%), Goiás (9,9%), Mato Grosso do Sul (8,5%) e Minas Gerais (6,2%). Somados, esses seis estados representaram 80% da produção nacional.

Levantamento da Produção agrícola

O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola fornece estimativas de área plantada, área colhida, quantidade produzida e rendimento médio de produtos selecionados com base em critérios de importância econômica e social para o país. A pesquisa permite o acompanhamento de cada cultura da safra atual, desde a fase de intenção de plantio até o final da colheita, além do prognóstico da safra do ano seguinte.

Fonte: Gov.br

Saiba mais sobre Nossas Soluções