• Unidade Automação Industrial (17) 3531.1080
Notícias

Automação e robótica auxiliam serviços essenciais durante pandemia

Imagem: Banco de Imagens Imagem: Banco de Imagens

Desde que começou a corrida de combate ao novo coronavírus, serviços essenciais têm se automatizado para agilizar crescente demanda, de acordo com análise divulgada no Wall Street Journal. As implantações incluem robôs de software e hardware em diferentes segmentos.

O texto apresenta exemplos como os robôs desenvolvidos pela unidade de Dublin da UiPath Inc., que podem classificar e distribuir os resultados dos testes do laboratório do hospital em minutos – ao contrário das horas gastas no processo anterior, feito manualmente.

Bern Elliot, Vice-Presidente e destacado analista do Gartner Research Inc. contou que software e chatbots automatizados estão sendo usados para melhorar os recursos de comunicação e colaboração para trabalhadores remotos, enquanto os sistemas de processos robóticos estão preenchendo lacunas nas operações causadas por uma força de trabalho reduzida, entre outros aplicativos.

Robôs físicos
Algumas empresas também estão utilizando robôs autônomos para auxiliar no cuidado de idosos durante a pandemia. Shane Herlet, Diretor de Operações da Maplewood Senior Living, com sede em Westport, Connecticut, disse que o surto levou o operador da unidade de atendimento a acelerar o projeto de introdução de robôs em suas 14 casas de idosos.

Os robôs autônomos de rodas, desenvolvidos pela Temi USA Inc., têm cerca de 90 cm de altura, com faces na tela do computador. Cada instalação de Maplewood recebeu seu próprio robô depois que Maplewood começou a monitorar os estágios iniciais do surto, disse Herlet ao WSJ.  

Os robôs também utilizam de mapeamento 3D, sensores e comandos de voz para interagir com as pessoas. Eles também conectam os residentes idosos da instalação a parentes e médicos usando um aplicativo de bate-papo por vídeo, entregam pacotes e coletam itens das salas.  

Herlet contou que eles são capazes de, inclusive, contar piadas, ajudando de diferentes formas a diminuir as preocupações sobre o impacto do isolamento social nos moradores de Maplewood.

Centros de atendimento
 Jose Aguerrevere, co-fundador e Executivo-Chefe da Takeoff Technologies Inc., disse que seus centros robóticos de micro atendimento para supermercados estão vendo um "aumento de pedidos de dois dígitos" desde o surto do vírus.

Os centros de 10.000 pés quadrados, que podem funcionar em quatro meses, podem conter até 15.000 produtos diferentes. "Basicamente, em vez de você ir a uma prateleira para pegar itens de supermercado, os robôs trazem a prateleira para você", disse Aguerrevere ao WSJ.

A empresa possui meia dúzia de sites espalhados por todo o país, geralmente construídos em instalações independentes do tamanho de armazéns, atendendo várias redes de mercados dos Estados Unidos.  

Aguerrevere disse que o aumento no comércio eletrônico desencadeado pelo surto provavelmente marcará uma mudança permanente no comportamento dos compradores: "Depois de meses comprando mantimentos on-line, esperamos ver esse boom de pedidos on-line continuar muito além da situação atual", disse à reportagem.

fonte: CIO

Saiba mais sobre Nossas Soluções