Voltar

Preços do açúcar têm novo recuo no mercado internacional

27/10/2016
Ján Messaros, SXC
Ján Messaros, SXC

A ameaça de uma grande realização de lucros dos fundos voltou a assombrar as cotações do açúcar demerara nesta quarta-feira (26) na bolsa de Nova York, segundo a análise do jornal Valor Econômico. Na Ice Future, a commodity foi comercializada a 22,67 centavos de dólar por libra-peso no vencimento março/17. Uma retração de 26 pontos no comparativo com a véspera. Os demais lotes também tiveram queda, que oscilou de um a 17 pontos.

Também houve recuo nos preços do açúcar na bolsa londrina. O vencimento dezembro/16 foi comercializado a US$ 595,70 a tonelada, 70 cents a menos do que na sessão anterior. Os demais vencimentos caíram entre 1,10 e 3,10 dólares.

Rafael Crestana, analista da FCStone, foi consultado pelo jornal e disse que "o mercado está em compasso de espera. Não somente os fundos, mas todo mundo". Apesar disso, o analista acredita numa queda abrupta do mercado no curto prazo. "Qual a razão dos fundos liquidarem agora suas posições sendo que o grosso do fundamento altista está entrando em cena agora?", questionou Crestana.


Mercado doméstico

Já o açúcar cristal, segundo índices do Cepea/Esalq, da USP, teve o terceiro dia de alta consecutiva no mercado interno. Ontem, a saca de 50 quilos foi comercializada a R$ 100,68, aumento de 0,31% no comparativo com os preços do dia anterior.


Etanol diário

O etanol hidratado seguiu desvalorizado nesta quarta-feira, de acordo com os índices da Esalq/BVMF. O metro cúbico do biocombustível foi negociado a R$ 1.833,00, recuo de 0,43%.

Fonte: Udop, escrito por Patrícia Mendonça