Voltar

Podemos aprender a coexistir e prosperar com a automação?

30/11/2016
Imagem retirada de https://noticias.terra.com.br/dino/podemos-aprender-a-coexistir-e-prosperar-com-a-automacao,38931e986f640520691caa8abca25a39sqfrix11.html
Imagem retirada de https://noticias.terra.com.br/dino/podemos-aprender-a-coexistir-e-prosperar-com-a-automacao,38931e986f640520691caa8abca25a39sqfrix11.html

Nem todo mundo precisa aprender a programar os robôs, mas todos nós precisamos nos sentir confortáveis trabalhando com algoritmos e os chamados bots tanto quanto com pessoas. Mas o que os indivíduos podem fazer para se preparar e obter sucesso nesse novo mundo?

Estatísticas nos Estados Unidos nos mostram que até 2020, aproximadamente 55 milhões de novos empregos serão criados e quase metade deles não só serão totalmente novos como ainda nem existem. A tecnologia já é uma grande parte da nossa rotina diária de trabalho, e especialistas acreditam que essas novas oportunidades de emprego vão demandar um mix de habilidades intelectuais e emocionais, como ouvir melhor, liderança, comunicação, análise e competências administrativas.

As pessoas podem até argumentar que esses itens sempre foram valiosos para a carreira, mas é só agora - que temos que competir com tecnologias de inteligência artificial - que eles estão ganhando ainda mais status.

Ainda que seja tentador reagir ao crescimento da automação sugerindo que todo mundo aprenda análise de dados, o espaço de trabalho está mudando muito rapidamente para que apenas uma disciplina detenha todos os prospectos da carreira de alguém. Se metade dos futuros empregos ainda nem existem hoje, como as pessoas vão se preparar para isso? Ao invés de focar em um conjunto específico de habilidades ou campo de estudo, o melhor é desenvolver uma mentalidade de crescimento e entender como aprender de maneira mais efetiva.

Aqui está o que vai dar aos trabalhadores, independentemente do campo de atuação, um passo à frente nesse nebuloso futuro de escopos de trabalho inconstantes, habilidades de trabalho em decadência e automação crescente: Ser um ser humano inovador, inventivo e que resolva problemas, além de aprender a se adaptar. Outras competências que normalmente são requisitadas pelos empregadores incluem persuasão, gerenciamento de tempo e disposição positiva. Você não pode ir a um happy hour com um algoritmo.

Há um outro importante aspecto para obter sucesso em um ambiente de trabalho automatizado: O papel da automotivação. O aprendizado não pode acabar quando a educação formal acaba. Como tudo em nosso mundo muda, adotar uma mentalidade de crescimento significa se manter aberto a levar sua carreira em uma direção que você não teve a chance de planejar. Não importa se você foi um estudante não muito entusiasmado na sala de aula ou foi assombrado por notas baixas. Os adultos trabalhadores de hoje não podem esperar que seus empregadores lhe forneçam o aprendizado e desenvolvimento necessário, e eles não podem simplesmente optar por sair dos empregos e aguardar pela aposentadoria.

A evolução do mercado emergiu como uma maneira de controlar sua experiência de aprendizado agora - fazendo cursos online. Você pode aprender quando e onde lhe for conveniente, escolher o professor que tem um estilo mais parecido com o seu, seguir aulas e executar as atividades no seu dispositivo favorito, seguir seu próprio ritmo e reassistir sempre que precisar relembrar algo. Cursos online podem facilitar as interações com instrutores e outros estudantes também. Muitas pessoas que não gostaram do tempo que passaram na escola, descobriram uma paixão por aprendizado quando ele acontece sob seus termos e é customizado para suas necessidades imediatas do mundo real.

Muitas pessoas não estão cientes das oportunidades disponíveis no aprendizado online. Na Udemy, por exemplo, você pode aprender habilidades como programação e design, mas você pode também fortalecer suas habilidades de comunicação, fortalecer sua experiência em gerenciamento de projetos, se familiarizar com falas em público, ou ainda entender o que é necessário para se tornar um líder efetivamente.

A mídia gosta de transformar as complexidades da automação e da inteligência artificial em simples narrativas sobre robôs roubando empregos humanos. A realidade não é tão terrível ainda, mas complacência é perigosa também. Tecnologia traz desafios mas oferece oportunidades para aqueles preparados para capturá-las. No nosso ambiente de trabalho do século XXI, a habilidade (e a ânsia) de aprender novas coisas vai elevar profissionais focados acima de tudo. Aqueles que mantiveram suas habilidades através da aprendizagem contínua e que continuam trabalhando em suas capacidades sociais vão fazer os trabalhos que os robôs não podem.

Não perca seu tempo tendo medo dos robôs. Use isso como motivação para melhorar suas habilidades, aprender e crescer.

Fonte: Terra, escrita por Sérgio Agudo