Voltar

Descontinuidade afeta tecnologia da informação

24/09/2014
Imagem retirada de http://blog.aiec.br/tag/tecnologia-da-informacao/
Imagem retirada de http://blog.aiec.br/tag/tecnologia-da-informacao/

A importância de políticas de incentivo à tecnologia e à produtividade nacional, o marco civil da Internet e a segurança de dados foram temas que marcaram o Rio Info 2014 realizado no Rio de Janeiro até a última quarta-feira. O evento é hoje o maior e mais completo da Tecnologia de Informação (TI) do país. Os dirigentes empresariais aproveitaram o momento para cobrar dos candidatos à presidência os compromissos com o setor. O coordenador do evento e presidente do Sindicato das Empresas de Informática do Rio de Janeiro, Benito Paret, lembrou que, embora com boas iniciativas nos últimos anos, houve descontinuidade na execução dos planejamentos: “As dificuldades orçamentárias e as mudanças de rumos decorrentes das repetidas trocas de ministros de Ciência & Tecnologia (estamos no terceiro ministro), acabaram por transformar os projetos em meras intenções.”

O Rio Info tem se consolidado como um espaço de agregação do setor. Este ano contou com reuniões nacionais da Federação Nacional das Empresas de Informática (Fenainfo), da Associação Brasileira das Empresas de Software (Assespro), do Conselho Administrativo da Softex, o Fórum de Agentes do Sistema Softex e Gestores dos APLs dos Sebraes Estaduais. O ponto positivo destacado pelos participantes foi o TI Maior, que surgiu como uma política pública para o setor e gerou grandes expectativas positivas. Lamentam no entanto que, embora tenha realizado esforços importantes, os objetivos anunciados não aconteceram como anunciado. Os empresários crêem que, sem compromissos claros com investimentos em TI, a perspectiva de uma indústria competitiva e inovadora é mera retórica. Os candidatos, concluíram, devem apresentar definições claras sobre os recursos que serão investidos, e principalmente, sobre a continuidade das ações.




Fonte: Monitor Digital