Voltar

Como utilizar a tecnologia da informação em favor do seu negócio

30/10/2013
Imagem retirada de http://www3.sp.senac.br/hotsites/wordpress/index.php/2012/04/04/i-feira-de-tecnologia-da-informacao-gratuita/
Imagem retirada de http://www3.sp.senac.br/hotsites/wordpress/index.php/2012/04/04/i-feira-de-tecnologia-da-informacao-gratuita/

Os modernos processos de gestão passam invariavelmente pela tecnologia da informação. Não se trata apenas de novos dispositivos ou sistemas, mas sim de se utilizar o potencial dos recursos que se tem em mãos de modo a obter os resultados mais positivos em um curto intervalo de tempo. Afinal, é disso que se trata a gestão: o aperfeiçoamento dos processos que geram produtos e serviços colocados à disposição da sociedade.

No entanto, como identificar as ferramentas de TI que colaboram para um gerenciamento mais dinâmico e produtivo, qualquer que seja a área em que são aplicadas? Além dos fatores técnicos, há também outras características que devem ser observadas quando se trabalha com sistemas de informação. Uma das principais é a busca pela modernidade constante.

Modernidade nos procedimentos, na usabilidade, no retorno que os sistemas oferecem ao usuário e também na aderência à legislação que afeta o negócio. Seja ele do segmento de atividade econômica, pública ou privada. O importante é usar a tecnologia como uma aliada em que se possa confiar e que possa, ao mesmo tempo, ser controlada do ponto de vista da realidade empresarial especifica a que se destina.

Nesse sentido, os gestores precisam de programas, aplicativos e softwares capazes de oferecer o que há de mais atual para garantir que os detalhes que fazem a diferença nas empresas, como o controle do fluxo de pagamentos, controles de estoques e de qualidade dos produtos finais, por exemplo, sejam executados de forma automatizada. Desse modo, líderes e empreendedores podem se concentrar em sua área de expertise, não nas demandas de TI.

Utilizada de forma eficaz, a tecnologia é um instrumento poderoso como auxiliar dos processos de gestão, na medida em que consiga não apenas reunir informações que avaliem os pontos cruciais da atividade empresarial em questão. É necessário que produza resultados imediatos e concretos, que disponibilize informação com qualidade. Para tanto, deve ter como escopo a avaliação permanente da própria organização em que se aplica, analisada em todas as suas áreas de agregação de valor, para depois enxergá-la sob o ponto de vista das relações econômicas e sociais que ela estabelece com o mercado.

Sob esse ponto de vista, as empresas precisam estar modernas todos os dias. Seu aparato tecnológico deve aliar as necessidades internas às transformações do mundo externo para assegurar um desempenho que, em suas diferentes variantes, atenda aos empreendedores, colaboradores e clientes. Nesse intento, a atuação do gestor é fundamental já que é ele quem vai decidir, junto a seus parceiros da área de TI, como a tecnologia vai ser utilizada, ou seja, os parâmetros de qualidade que vão ser eleitos e impostos aos processos produtivos.

Isso se torna possível quando se entende que o papel da TI não é dizer como algo deve ser feito. Pelo contrário, ela é que deve ser adaptada à realidade das empresas ao assegurar a qualidade nos processos que dão origem aos serviços ou produtos. Sob esse ponto de vista, entende-se a importância de se contar com softwares e sistemas que incorporem facilmente as novidades (de mercado, tecnológicas, de processos), de maneira a dar suporte à gestão e torná-la sempre confiável e eficiente.

Entretanto, a maior parte da responsabilidade continua sendo a do ser humano. É ao gestor que cabe a tarefa de observar os cuidados diários com as condições de trabalho, materiais e recursos empregados (pessoas, máquinas, equipamentos). Suas preocupações estendem-se à avaliação dos resultados obtidos e a sua consonância com os objetivos almejados. Ele precisa estar atento à qualidade oferecida ao consumidor, à eficiência dos processos produtivos e às tendências que dizem respeito a seu negócio. Novamente, afirma-se que os processos modernos de gestão passam pela tecnologia da informação, mas com a ressalva de que a TI é colocada a serviço desses processos, servindo como um instrumento adicional que apoia a tomada de decisão dos gestores.

Fonte: Administradores.com, escrita por Afrânio Andrade