Voltar

Bancos priorizam segurança da informação e investem em gestão de identidades

17/06/2015
Imagem retirada de http://www.confirmeonline.com.br/confirme/noticias/o-novo-cenario-da-seguranca-da-informacao-no-setor-financeiro/
Imagem retirada de http://www.confirmeonline.com.br/confirme/noticias/o-novo-cenario-da-seguranca-da-informacao-no-setor-financeiro/

 Pioneiro em segurança de dados, o mercado financeiro investe cada vez mais em softwares para assegurar a idoneidade dos procedimentos internos. Soluções direcionadas à gestão de identidades, que restringem o acesso ao sistema somente à colaboradores autorizados vêm ganhando cada vez mais importância. Com o objetivo de evitar falhas em procedimentos internos e em transações bancárias, setor está priorizando investimentos em segurança  da informação.
 
O Banco Topázio, de Porto Alegre (RS), é um bom exemplo de como as instituições financeiras estão direcionando a injeção dos seus recursos. O banco destina hoje 10% do orçamento anual da área de tecnologia da informação - TI ao controle de processos internos. Um dos investimentos mais recentes do banco foi a implementação do Horacius, software para gestão de identidades desenvolvido pela empresa E-TRUST, empresa do grupo Objective Participações.
 
Segundo o coordenador de segurança da informação do Banco Topázio, Alexandre Mioranza, a instituição tinha problemas recorrentes relacionados ao uso manual de sistemas próprios de acessos internos. “Este era um dos itens mais apontados pela auditoria relacionados à ineficiência na área de controle, pois haviam muitas falhas. Procuramos, então, uma solução que ajudasse a criar um controle dos acessos básicos ao sistema e formalizasse a entrada e saída de funcionários da empresa”, lembra.
 
A opção pelo software Horacius, ainda de acordo com Mioranza, mostrou-se acertada. “Com a solução conseguimos integrar a folha de pagamento ao programa e controlar o acesso de todos os 250 funcionários. Hoje conseguimos praticamente zerar a ineficiência da gestão de usuários”, aponta Mioranza, que revela também que a E-TRUST é parceria do banco em outras soluções já adotadas pela instituição.
 
Segurança de Dados -  A preocupação de Mioranza no aperfeiçoamento da segurança e controle interno de dados não se restringe ao setor financeiro. O estudo da Tech Supply, empresa especializada em soluções para auditoria, realizado com mais de 100 instituições, indicou que 50,7% dos entrevistados consideraram a gestão de identidade, governança de acessos e segregação de funções os principais desafios a serem superados nos departamentos de tecnologia da informação. Além disso, 64% citaram que o setor de TI precisa aprimorar a maneira de reportar iniciativas de governança para outras áreas da empresa.


Fonte: Segs, escrita por Michele Carvalho